Aventure-se e Rejuvenesça!

Se nós pudermos compreender o que está por trás da realidade aparente, então sim nos tornaremos criadores conscientes, mas, para isso acontecer precisamos expandir ainda mais a consciência e nos permitir expiar o fundo da toca do coelho em busca das novidades que lá se escondem.

O mais profundo se revela somente àquele que se permite experimentar as novas aventuras na viagem da existência. Aos que se amedrontam diante do novo, só resta uma vida de rotinas repetitivas e amargurantes, de tristezas e desânimo.

O rejuvenescimento que todos querem, é a novidade que o cérebro adora experimentar e transmite para todo o corpo dizendo a ele que, existem ainda muitas trilhas para percorrer e muitas emoções para experimentar, antes da partida. E o corpo responde renovando-se e mantendo-se ativo e pronto para as novas aventuras!

O que faz a diferença entre viver uma vida ativa, longa e saudável, e uma vida sofrível e adoecida, é mais que só alimentação adequada e exercícios físicos – é a mente aberta para os novos conhecimentos, e se permitir experimentar novas emoções saudáveis.

Se a realidade física nos prende no espaço e no tempo, nossa imaginação e nossa consciência podem se expandir para além de qualquer limite.

E, ao expandir a consciência, o campo das percepções se amplia, e aqueles movimentos por trás da realidade aparente começam se revelar, e você começa compreender que tudo o que existe só existe porque a mente imaginou e projetou. A mesma mente divina, que é você, eu e todos nós.

A mente é um campo de energia e consciência; de flutuações de sentimentos, pensamentos e emoções. É informação e energia, ou, talvez seja mais adequado dizer, um campo de energia inteligente.

Seria isto a alma universal, na qual somos também alma individual?

O problema nosso com a mente é que ainda não aprendemos como fazer flutuar nossos pensamentos e emoções adequadamente dentro desse campo criativo, de tantas possibilidades, porque nossa consciência ainda está limitada por crenças dos mais variados tipos – religiosas, científicas, filosóficas, políticas, fundamentalistas; porque não nos permitimos experimentar novos conhecimentos a não ser aqueles que se enquadram dentro das nossas crenças; porquanto, continuamos dentro do cercadinho de nossa pretensa segurança!

A verdade não está nas suas crenças, limitadas a uma minúscula porção de conceitos aos quais você se apega para sentir-se em segurança, com medo de aventurar-se no infinito campo das possibilidades da consciência e da imaginação.

A verdade vai se revelando, em pequenas porções, na medida em que a consciência se prepara para recebê-la e o sistema nervoso se aperfeiçoa para processá-la.

É, portanto, um processo de esforço mental e físico conjuntamente.


© 2019 - Luz da Consciência