Transitando Por Diferentes Níveis de Discernimento

“Transitando por diferentes níveis de discernimento e de lucidez, a conquista da consciência constitui o grande desafio existencial”. – Divaldo Franco
Nós ainda temos grande dificuldade para falar de Jesus e seus ensinamentos, fora do âmbito das religiões, porque nossa visão está turvada pelos conceitos pré-concebidos nas crenças implantadas e nos dogmas restringentes que assimilamos em séculos de distorções da verdade. Mas Jesus não foi fundador de nenhuma religião, e seus ensinamentos transcendem a qualquer aspecto delimitador que se queira impor a eles.


O Mestre, com o mais profundo conhecimento da constituição psíquica desse ser humano que habita a Terra, nos deixou um legado imensurável de ordem ético moral, que transcende os limites das organizações religiosas e se aplica a todas as áreas da vida.
 
O Evangelho é muito mais que aqueles textos, mal traduzidos, por isso, mal compreendidos, que lemos nas bíblias atuais. Se quisermos entender sua mensagem, precisamos transcender as palavras e penetrar na alma do texto, e buscar nas entrelinhas o sentido fértil de tanta sabedoria.

A língua que Jesus falava às multidões era o aramaico, de vasta poesia e significados em cada palavra, que se perdeu na pobreza das línguas que falamos.

O Evangelho é o mais completo e perfeito código ético moral, de autoconhecimento, que se aplica na base de todas as concepções morais, éticas, filosóficas, políticas, econômicas, religiosas, sociológicas, antropológicas e psicológicas da humanidade.

Enxergar o que se nega, por preconceito, e experimentar diferentes níveis de discernimento, abre as portas à verdade e expande a consciência.

O Mestre nos disse que, ao conhecermos a verdade alcançaremos a libertação – das escravidões a que nos submetemos por ignorância e medo de nós mesmos; por não nos conhecermos a nós mesmos.


© 2019 - Luz da Consciência