A DITADURA DA LIBERDADE

Século 21 ano 2023. Estamos sob o domínio da mais atroz de todas as ditaduras que já existiram no Planeta – a ditadura da liberdade!


A afirmação parece exagerada, mas se você examinar bem como está sendo controlado e manipulado neste momento vai concordar comigo. Eu não sei quem foi que disse em certa ocasião, que se quiser controlar alguém lhe dê a liberdade.


Temos liberdade para expor o que quisermos nas redes sociais, na internet. Sim, desde que não transgridamos as regras de controle e manipulação; desde que nos comportemos conforme querem que nos comportemos. E isso implica ser obediente a eles, não necessariamente com relação a conteúdos publicados.


Aliás, quanto mais de baixo nível for o conteúdo mais as suas postagens serão mostradas, porque isso atende a maior camada da audiência, formada por pessoas que se nutrem no vício de sensações.


O controle é total, não somente sobre o que você publica e aceita ou rejeita nas redes diversas, mas também sobre como você consome e o que consome. Os algoritmos já conseguem identificar quem é o consumidor que interessa e quem não interessa. Consumidor, não ser humano.


Se você é bom consumidor, suas postagens são bem-posicionadas nas redes. Mas se é mau consumidor, e isso implica rejeitar certos anúncios abusivos, suas postagens irão para as últimas posições. Se você acha que estou exagerando faça a experiência, comece a rejeitar anúncios nas suas redes, poste as suas publicações e observe como elas aparecem.


Mas a coisa não para por aí. Vai muito além da internet e das redes sociais. A democracia se tornou uma forma de governo tão ditatorial quanto as ditaduras cruéis. A diferença está só no grau de crueldade. As ditaduras restritivas da liberdade controlam pela força; as ditaduras liberais da democracia controlam pela manipulação dos fatos, pela mentira, pelo populismo desavergonhado, pela escolha dos candidatos que você vai votar.


Quer ir um pouco mais fundo?


Comece a observar como está vivendo, trabalhando, se relacionando, se divertindo; o que está assistindo na televisão, o que está lendo; o que está comprando; como se posiciona em atitudes, como se comporta, como anda, enfim, parece que, ou você já é um robô ou já está indo para o estado de zumbi. Ou será que ainda está consciente de si, pelo menos? Quem sabe você é uma daquelas raridades de pessoa autoconsciente?


Pense nisso!


ATENÇÃO!
Este artigo é uma ficção, qualquer semelhança com a realidade é só uma coincidência.


Luìz Trevizani – 30/08/2023

Facebook
X
LinkedIn
Telegram
Threads
WhatsApp
Print